Vamos falar sobre Depressão

Sou especialista? Sou médica? Não, eu sou apenas a Aline que gosta de compartilhar experiências e pensamentos e por isso estou aqui para conversarmos sobre mim e a depressão.

Confesso que já fui só mais uma preconceituosa em meio a multidão, que pensava que terapia era frescura e que psiquiatra era coisa de louco… Quão ignorante eu fui.

Fui, mas já voltei hehehe e hoje vejo o quanto é importante falarmos sobre Depressão, entendermos e termos empatia por quem está passando por isso.

Quando a pessoa tem uma doença física é fácil perceber, a gente até chegar a sentir a dor do outro, mas a Depressão é uma doença psiquiátrica, então precisamos entender os sintomas.

 

Todos nós choramos, passamos por momentos de estresse, angústia, tristeza…isso é normal e passageiro.

Já a Depressão é uma tristeza que vem para ficar e as vezes nem motivo tem, muitas vezes o problema já passou, mas a Depressão te consome, te prostra para não ter vontade de fazer nada, nem as coisas que você mais gostava.

Sintomas

A Depressão traz com ela a baixa autoestima, a falta de esperança e perspectiva de futuro, alterações no sono e no apetite (tanto pra mais quanto pra menos) e já há estudos que comprovam que com o passar do tempo podem ocorrer alterações fisiológicas como baixa do sistema imunológico e aumento dos processos inflamatórios. 

Há vários níveis de Depressão e como qualquer doença quanto antes tratar melhor. Depressão não é frescura, é uma disfunção bioquímica cerebral, com diminuição de neurotransmissores que causam a sensação de bem estar e muito provavelmente vem de herança genética. Depressão é coisa séria e quando em nível mais grave pode ser incapacitante e até levar a pessoa a cometer suicídio.

Setembro Amarelo

Dia 10 de setembro e o Dia Mundial da Prevenção ao Suicídio e durante todo o mês de setembro, desde 2014, a Associação Brasileira de Psiquiatria organiza a campanha do Setembro Amarelo, com o objetivo de prevenir e reduzir o número de suicídios.

Hoje o preconceito é algo totalmente ultrapassado neah minha gente, então vamos prestar atenção nas pessoas ao nosso redor, saber ouví-las, respeitá-las, indicar e apoiar o tratamento.

Tratamento

São vários os profissionais hoje que consideram que o tratamento tem três bases fundamentais e mais uma quarta, se necessário, são elas: meditação ou espiritualidade, terapia, atividade física e, se o caso, medicação.

Buscar momentos de paz e tranquilidade, esvaziar a mente em um ambiente afastado de fatores estressores, momentos de reflexão e introspecção, e no meu caso a busca de comunhão com Deus, são importantes para aliviar a ansiedade que é um dos sintomas de uma pessoa depressiva.

Uma boa alimentação faz bem pra todo mundo e a atividade física traz inúmeros benefícios, inclusive para nossa mente. Não tem certo e errado, o importante é fazer uma atividade física que goste, por mais simples que seja, mesmo que for uma caminhada, mas que faça parte da rotina.

Terapia, ah a terapia … antes achava ser perca de tempo e dinheiro, mas na terapia você pode expor tudo que sente e pensa livre do julgamento dos outros, sem medo de dizer algo que e alguém sair contando por aí.

Já tentou conversar com alguém que não sabia nada do assunto que você queria conversar? Muitas vezes as pessoas com as quais queremos conversar não nos entendem. Pois então, na terapia aquele profissional está pronto para te ouvir e te dizer o que você precisa ouvir sem ser grosseira ou repetir o que já sabe. O psicoterapeuta estudou para te conduzir ao autoconhecimento sem te forçar nem te pressionar.

Por fim, a medicação. Como qualquer outra doença grave necessita de um medicamento, assim a Depressão quando persistente, mesmo depois de ter tentado tudo que já falamos até agora.

Muitos são resistentes a medicação, mas quantas vezes ouvimos: Se tivesse tomado remédio logo no começo, não estaria assim!

Sim, a medicação precisa ser prescrita por um psiquiatra, profissional apto para tratar de problemas da nossa psiquê. Quem vai ao psiquiatra não é louco e sim alguém que precisa de um tratamento, como outro qualquer.

Você não está sozinho. Você não é inferior a ninguém.

A Depressão hoje e uma doença muito comum, mas é tratável e tem cura. Que nós não deixemos mais o preconceito impedir qualquer pessoa de se sentir bem consigo mesma.

Beijos.

todas as imagens foram retiradas de outros sites e não lí outros blogs antes de escrever, escrevi sobre o que sei e penso sobre algo que estou vivendo.

3 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.